Morre Guilherme Gonçalves, adolescente ferido por militares do Exército

Morre Guilherme Gonçalves, adolescente ferido por militares do Exército

Quatro dias depois de ser ferido por vários tiros, ter uma perna amputada e estar em coma, Guilherme Gonçalves,16, não resistiu a uma parada cardíaca e morreu na noite deste sábado, (22), no Hospital Bom Jesus em Toledo, onde estava internado.

 

 

Na noite de terça-feira (18), por volta das 22h30, uma equipe de militares do Exército Brasileiro que estava executando operações de faixa de fronteira nas proximidades de Guaíra/PR, realizou uma abordagem a um caminhão suspeito, que estava transitando entre Porto Capim e Porto Cascalho, no Distrito de Doutor Oliveira Castro.

 

 

Segundo nota oficial, emitida pelo Exército, durante a abordagem, elementos que estavam junto ao caminhão reagiram e executaram vários disparos de arma de fogo contra os militares. Na sequência, a tropa do Exército Brasileiro reagiu prontamente à ameaça de modo proporcional, ferindo dois criminosos e executando a prisão de um terceiro elemento.

 

 

Mas de acordo com muitas pessoas que conheciam os feridos, não houve confronto, até porque algumas pessoas que estavam com Guilherme conseguiram fugir e negam essa versão oficial. Para eles, seria impossível isso ter ocorrido, visto que os garotos não portam armas. Relatam inclusive, que os adolescentes teriam sido atingidos pelas costas. Na nota, os adolescentes são nominados criminosos, tendo um deles sido citado como “ferido com maior gravidade”, o que causou muita revolta e indignação por parte da legião de amigos,  conhecidos e familiares do adolescente.

 

 

Ainda segundo nota do Exército, foi constatado que o caminhão transportava uma grande quantidade de cigarros contrabandeados, oriundos do Paraguai e a fim de melhor esclarecer os fatos, seria instaurado um Inquérito Policial Militar pelo Exército Brasileiro.

 

O sepultamento do corpo de Guilherme, deverá ocorrer na tarde deste domingo (23).